Chapas Perfuradas – Informações Importantes

Chapas Perfuradas – Informações Importantes

As chapas perfuradas abrangem diversos tipos de utilização prática que vão desde filtragem de materiais sólidos em processos industriais até inusitados projetos arquitetônicos, quando muitas vezes passa a ser utilizada para fins puramente estéticos.

Caso você esteja pensando em adotar o uso de chapas perfuradas no eu projeto (seja ele qual for), saiba que existem furos dos mais diversos tipos.

Furos retangulares, quadrados, oblongos, losangulares, hexagonais e diversos outros são apenas alguns dos modelos que existem por padrão – isso sem contar os especiais, que podem ser encomendados de acordo com o formato desejado.

furos chapas

Escolhendo uma Placa Perfurada

Como regra geral, a espessura e a dureza da placa perfurada estabelecem determinadas limitações. Características como o tamanho, o formato e o diâmetro dos furos influenciam diretamente.

Geralmente, o tamanho do furo deve ser superior a espessura da chapa perfurada.

É importante lembrar também que materiais diferentes terão limitações diferentes. Por exemplo o aço carbono não é igual ao aço inoxidável, e é preciso perguntar isso ao fabricante da chapa perfurada.

Além disso, é preciso considerar também qual será a área perfurada.

É interessante notar que quanto maior a área perfurada, maior será o rendimento da chapa, porém com menor resistência. Assim como, quanto menor área perfurada, maior a resistência e menor o rendimento.

Padrões de Chapas Perfuradas

chapa com furo

Considere também que, caso seja necessário, é possível fazer uma chapa com apenas uma parte perfurada e outra parte lisa, por exemplo.

As placas possuem diversos tamanhos padrões, e preferi-los pode ser mais barato. Isso porque todo o material será produzido diretamente na usina sem necessidade de customizações no processo, o que muitas vezes encarece o produto final.

Também podem ser feitos vários acabamentos, como chapas lixadas, curvadas, dobradas, cortadas e inclusive estampados com pinturas diferenciadas.

Além disso, dependendo da finalidade da chapa perfurada, pode ser encomendado um tratamento de superfície para revesti-la e protegê-la, como por exemplo o revestimento especial de impermeabilização, galvanização a frio ou quente, cimentação, nitratação, entre outros.

Ao encomendar uma chapa perfurada, é necessário separar algumas informações específicas.

Determine o número de peças, o tipo de material ou metal que você precisará, a espessura, o comprimento e a largura da sua placa. O tipo de perfuração, a distância entre os furos e a forma como estarão dispostas, se haverá ou não partes não perfuradas e também o tipo de acabamento ou tratamento que sua chapa precisa ter.

Caso você tenha dúvidas e não saiba por onde começar nem especificar, entre em contato com diversos fabricantes e solicite a eles um catálogo completo.

Esse material costuma ser disponibilizado pelas próprias empresas e existem informações bastante técnicas contidas neles. Solicite também a ajuda de um consultor.

Mais Informações

Como Vender Trufas Passo-a-Passo

Como Vender Trufas Passo-a-Passo

Trabalhar com vendas de trufas e bombons pode sim ser uma excelente maneira de conseguir uma renda extra no final do mês, principalmente se você gosta de trabalhar na cozinha.

Afinal, quem não gosta de chocolate?

Hoje, com a crise, vender trufas tem sido uma opção praticamente necessária para muitas pessoas. O importante é começar e continuar!

Muitas pessoas, depois de um curto período vendendo trufas, largaram o emprego e resolveram investir apenas nessa atividade, tendo uma renda maior e um horário de trabalho mais flexível. Já imaginou isso? Dá sim pra ganhar muito dinheiro apenas fazendo trufas e bombons para vender.

Isso porque, no geral, são produtos simples e que podem ser feitos sem grande dificuldade, já que existem algumas receitas básicas de trufas que são bastante fáceis de preparar.

Além disso, traz uma série de outras vantagens. São rápidas de vender, muitas pessoas pedem encomenda e compram em grande quantidade e, além disso, você pode criar um nome e montar o seu próprio negócio posteriormente.

E é um mercado que só cresce! O consumo de chocolate tem aumentado bastante no país, e as pessoas buscam cada vez mais por produtos artesanais, que não sejam tão industrializados.

Neste artigo, vamos ensinar algumas dicas de como fazer trufas para vender e passar algumas receitas e técnicas importantes.

Como Fazer Trufa para Vender

1. Aprenda a Receita Básica

Vamos mostrar aqui uma receita de trufa básica e também algumas dicas de manuseio com o chocolate para que você possa se inspirar:

Trufa Tradicional de Chocolate

  • 400g de chocolate ao leite
  • 1 lata de creme de leite sem soro
  • 20 ml de rum
  • 100g de chocolate em pó para polvilhar

Modo de Fazer, Passo a Passo:

  1. Pique o chocolate e leve ao micro-ondas, mexendo de 30 em 30 segundos, até derreter por completo
  2. Acrescente o creme de leite e o rum e misture muito bem, até ficar homogêneo
  3. Passe o filme plástico sobre a massa e leve à geladeira por 4 horas ou até que tenha consistência para enrolar
  4. Enrole as trufas em bolinhas, passe no chocolate em pó e coloque em forminhas. Está pronto!

trufa trad

 

2. Aproveite as Dicas e Técnicas ao Fazer sua Trufa para Vender

Essa receita básica receita bastante fácil e muito utilizada. É o modelo mais tradicional de trufa, e pode também ser banhada no chocolate depois para compor melhor o doce.

Existem receitas mais elaboradas que essa, como por exemplo bombons trufados, sabores diferentes de trufas e também as que entram na modalidade de doces finos.

No entanto, nesses casos, é importante frisar que deve-se ter bastante atenção ao uso do chocolate, por ser um ingrediente essencial para uma boa trufa e também por precisar de alguns cuidados especiais, dependendo da forma como é usado.

Se o chocolate for nobre – ou seja, não é fracionado e nem hidrogenado, será necessário aplicar um choque térmico nele antes de usá-lo nas preparações. Esse processo também é chamado de temperagem.

Pois é, existem diferentes tipos de chocolates. Vale a pena conhecê-los e prestar atenção na hora da compra.

O choque térmico, ou temperagem, nada mais é do que “esfriar” o chocolate após ele ter sido derretido em banho-maria ou no micro-ondas.

Esse processo é necessário pois, no processo de derretimento, os componentes do chocolate se descolam um do outro, fazendo com que a massa não fique uniforme. Se ele for utilizado mesmo assim, pode ficar quebradiço, esbranquiçado ou simplesmente derreter e perder a forma depois de pronto.

Portanto, o choque térmico é bastante importante. Existem três maneiras de fazê-lo:

  • Dar o choque térmico espalhando-o e mexendo sobre uma pedra de mármore, até que esfrie
  • Colocar a tigela no qual ele está sobre um “banho-maria invertido”, que seria uma tigela com água gelada (nunca gelo)
  • Dividi-lo em 3 partes, derretendo apenas duas. Quando estiver derretido, adicionar a terceira parte bem picadinha e mexer até que ela derreta e se incorpore.

O ponto para saber se o chocolate já está bom é quando você colocar um pouquinho do chocolate sob o lábio inferior e senti-lo frio. Se você tiver um termômetro, use a temperatura de 28ºC.

Depois de feito esse processo, o chocolate já está pronto para ser utilizado.

No começo, fazer tudo isso dá bastante trabalho, mas com o tempo e um pouco de prática, se tornam processos naturais e que passam a ser feitos de maneira rápida e eficiente.

 

3. Utilize Ideias de Recheios para Vender Trufas e Bombons

Não dá para ficar só na trufa tradicional, né? Para que seus clientes comprem sempre e façam encomendas, é importante ter opções para diversificar sempre. Boas opções de recheio são:

  • Mousse de Maracujá
  • Morango com Beijinho
  • Coco
  • Brigadeiro
  • Recheios trufados (que levam chocolate e creme de leite na composição)
  • Paçoca

Esses são alguns exemplos de recheios que você poderá utilizar nas suas trufas para vender. São muito populares e conhecidos, e por isso fazem grande sucesso.

trufas recheadas

 

4. Como Vender Trufas e Bombons

Para vender, você pode procurar lugares movimentados e que tenham um bom fluxo de pessoas circulando.

Mas fique atento: Trufas e bombons são muito delicados, e é importante que você se preocupe em ter uma embalagem térmica que seja boa o suficiente para aguentar um pouco de calor. Muita gente prefere o horário da noite para vender os doces exatamente por ser mais fresco, e assim conseguir vender por mais horas.

As trufas não devem enfrentar uma temperatura superior a 22º. Acima disso, podem derreter .

Evite vender os doces em praias ou estádios, que são lugares geralmente quentes e nos quais as pessoas não buscam chocolates.

Ao invés disso, invista em portas de escolas, igrejas, praças centrais, pontos de ônibus de grande fluxo, grandes empresas, entre outros.

Também podem ser feitas parcerias com supermercados, salões de beleza, lanchonetes e quaisquer outros lugares que topem vender suas trufas e bombons em troca de uma pequena comissão. Esse é um ótimo método, pois é um ponto fixo de venda e, se bem feito, poderá também gerar futuros clientes.

Uma boa dica é criar sua própria marca e nela colocar uma forma de contato, pode ser até por Whatsapp. Dessa forma, você abre um canal importante para que seus clientes possam alcançá-lo sempre que quiserem seus produtos e até mesmo para receber encomendas.

trufas fileira

 

5. Aproveite as Datas Comemorativas

Datas como a páscoa, dia das mães, natal, dia dos namorados, são extremamente importantes para potencializar seu negócio.

Falando apenas da páscoa, sabia que o lucro sobre os ovos de páscoa é superior a 200% e, mais importante que isso: As pessoas estão dispostas a pagar por ovos de páscoa nesse período.

Além disso, nas demais datas, você pode aproveitar para vender lindas caixas decoradas com trufas, bombons e outros produtos de chocolate.

Essa é uma excelente forma de ganhar ainda mais dinheiro com seus chocolates e atender seus clientes ainda melhor!

ovo de colher

 

6. Invista na Formalização do Seu Negócio de Vendas de Trufas e Bombons

Assim que você tiver um faturamento estável, formalizar o seu negócio pode ser um excelente próximo passo. Isso fará com que você se profissionalize e também passará mais confiança aos seus clientes.

Você pode começar com um MEI, cujos custos são bem baixos e permite um faturamento até R$ 60 mil ao ano – o CNPJ pode, inclusive, ser aberto diretamente pela internet. Não demora muito mais que alguns minutos.

Caso seu faturamento seja superior a isso, existem outras modalidades nas quais é possível se encaixar e manter o custo baixo. No entanto, a partir desse momento, recomendamos também a presença de um bom contador para que a sua operação se profissionalize sem maiores problemas.

 

E aí, gostou do artigo?

Não deixe de comentar aqui embaixo e nos dar sua opinião!

Produto pet da semana: Tapete gelado para cães

Produto pet da semana: Tapete gelado para cães

O produto pet dessa semana é uma ótima pedida para esse verão e está sendo super comentado por aí: é o tapete gelado para cães.

Se nós, seres humanos, já sentimos muito calor no verão, imagina os nossos pets com aquela pelagem toda! É por isso que, nessa época do ano, temos que tomar alguns cuidados com nossos bichinhos para que eles não sofram com o calor (como não passear no sol quente, deixar água fresquinha à vontade, entre outros cuidados). Além disso, é importante ressaltar que, diferentemente de nós, os cachorros não possuem o mecanismo da transpiração e, por essa razão, utilizam a respiração para controlar a temperatura do corpo.

Mas o que mais podemos fazer para aliviar o calor dos cães?

Tapete gelado para cães

Uma ótima dica para não deixar que nossos pets sofram com o calor é o tapete gelado para cães. Já ouviu falar dele? Queridinho entre os cachorros e seus donos, o tapete gelado foi desenvolvido com um gel especial que, para resfriar, necessita apenas do peso do corpo do animal. Ou seja, nada de eletricidade, refrigeração, água ou baterias: para que o tapetefique geladinho, basta seu pet ficar em cima dele por alguns minutinhos!

colchonete gelado para caes

O tapete é gelado mesmo?

Sim, mas não fica gelado como o interior de uma geladeira, por exemplo. Até porque, se ficasse, esse frio todo faria mal para o bichinho. O que acontece é que esse gel especial que fica no interior do tapete não acompanha as altas temperaturas do ambiente, se mantendo sempre mais “geladinho” que seu entorno. A gente testou por aqui e podemos dizer: sim, ele fica geladinho (e se mantém assim) mesmo!

Quando nossos pets estão com calor, eles procuram sempre um piso mais frio para deitarem, como o da cozinha ou banheiro, por exemplo. Depois de algum tempo deitados, eles mudam de posição, pois aquele espaço já não está mais da mesma temperatura que antes, ou seja, ele já “esquentou”. Com o tapete gelado para cães isso não acontece, já que ele se mantém fresquinho durante todo o tempo em que o animal está deitado ou sentado sobre ele!

Gostaram? Clicando aqui você encontra duas ótimas opções de tapete gelado para cachorros que com certeza farão o maior sucesso em sua casa!

Ah, e aqui vai uma dica: depois de algumas horas de uso (entre 3 e 4), deixe o tapete “descansando” por um tempo. Assim, ele continua sempre funcionando direitinho!

Brigadeiros gourmet: o que é e como fazer

Brigadeiros gourmet: o que é e como fazer

deliciosas receitas de brigadeiros gourmet

Afinal, o que são brigadeiros gourmet e por que eles viraram febre em todo o Brasil? Diferente das receitas tradicionais de brigadeiros com manteiga e granulado, os brigadeiros gourmet estão na categoria de doces finos, ou seja, são mais sofisticados e exigem cuidados e ingredientes especiais para sua venda e confecção.

Neste artigo você vai descobrir uma receita deliciosa de brigadeiro gourmet e algumas dicas para começar a vende-los.

Receita de brigadeiro gourmet

Ingredientes

  • 01 lata de leite condensado
  • 10 gramas de manteiga
  • 100 gramas de chocolate ao leite picado

Instruções

  1. Leve ao fogo baixo a manteiga e o chocolate.
  2. Quando os dois estiverem derretidos, acrescente o leite condensado.
  3. Mexa sempre, carinhosamente, até o ponto de brigadeiro desejado.
  4. Quando chegar ao ponto, retire a panela do fogo e despeje todo o brigadeiro no recipiente untado.
2 dicas práticas para vender suas receitas de brigadeiros gourmet

Dica 1 -Defina seu público alvo

Em primeiro lugar é necessário definir qual será seu público meta, especialmente definir a grau comunitário, tarja de produto. Estando concreto, conheça as preferências de seus fregueses, porém isto não significa deixar de fazer suas próprias combinações de sabores e modelos.
Ter um produto único pode auxiliar no seu mercadologia e por conseguinte nas vendas.

Tenho determinado na inventiva e vem sendo bastante compensativo. Em vez de de proporcionar atenção de sogra, ofereço similarmente a elite de sogra. Uma prazer feita com beijinho decorada com glitter fatia em cima da ameixa. O valor da assunto prima de os dois é o mesmo, no entanto posso vender a elite de sogra com valor diferenciado.

Dica 2 – Teste sua receita

Não comercialize os brigadeiros gourmet antes de teste sua receita antes. Prove-os, dê para colegas e parentes com tarja etárias distintos provarem. Canhão a eles que descrevam o particularidade do doce, como embebido, seco, suave, firme, crocante, acetoso, sofrido… Elogios como bom, bem-estar são wow bem vindos, porém a estratégia é encontrar como as indivíduos degustam o seu docinho. Pergunte a elas o que mudaria, isso coloca qualquer um mais o desejo para realizar a avaliação (construtiva). Se 5 indivíduos de 10 disserem que colocariam pouco limão por isso coloque pouco limão.

Curso de brigadeiro gourmet online

Com informações de:
http://portalamazonia.com/noticias-detalhe/culinaria/brigadeiro-vira-gourmet-e-ganha-espaco-em-casamentos/?cHash=049faf4feecaf3941f87567c9de46555

Os maiores erros na decoração de cortinas e persianas

Os maiores erros na decoração de cortinas e persianas

erros na decoração de casa

Qualquer cortina acaba tendo um impacto muito grande na decoração de um determinado ambiente, e o motivo não poderia ser outro: seu tamanho! Geralmente estes itens acabam cobrindo paredes inteiras, e muitas vezes as pessoas acabam pensando em todos os elementos decorativos de um determinado ambiente sem levar em consideração as cortinas.

Mas o oposto também costuma acontecer com uma certa frequência, ou seja, quando as pessoas acabam pensando apenas em cortinas e persianas como elementos de decoração e esquecem que elas também precisam ter utilidades práticas no dia a dia, como impedir a entrada de sol, dar mais privacidade para um determinado espaço, etc.

Confira alguns erros em decoração de cortinas que não podem ser cometidos:

1 – Cortinas muito pesadas ou muito leves

Dificilmente as pessoas terão um jogo de cortinas para cada estação do ano dentro de cada ambiente. É realmente necessário pensar em como aquele tecido vai acabar se comportando tanto no inverno quando no verão, principalmente quando você busca por persianas em são paulo. Por conta disso, é preciso dar valor para aquelas cortinas que não fiquem nem tão pesadas, e que vão tornar o ambiente insuportável no calor, mas também nem tão leves, que vão acabar passando uma imagem fria e não aconchegante para um determinado ambiente.

2 – Combinar diferentes tecidos no mesmo ambiente

Quando as pessoas precisam de mais de uma cortina em um mesmo ambiente, as pessoas não podem cometer o erro de achar que tecidos diferentes não serão percebidos. Mesmo que eles sejam da mesma cor, quando colocados lado a lado, eles ficam muito distantes um do outro. Além disso, tecidos diferentes geralmente acabam exigindo cuidados diferentes, o que vai tornar mais complicado o processo de manutenção das cortinas.

3 – Muitas estampas

Cortinas estampadas podem ser um erro grave para quem está pensando na decoração. É difícil combinar as estampas de cortinas com outros elementos do ambiente, especialmente aqueles que desejam uma decoração mais moderna.

4 – Persianas muito baratas

As persianas contam com mecanismos que acabam sendo exigidos o tempo inteiro, e, portanto, eles precisam ser de boa qualidade. Desconfie sempre daqueles produtos que forem muito baratos.

O que é ERP

Como um dos fornecedores de ERP mais longos do , nós frequentementequestionados por perspectivas (e potenciais trabalhadores) para definir um sistema ERP. Aindústria de tecnologia da informação é conhecida pela sua adopção de siglas,que são frequentemente amplamente utilizado, mas não totalmente compreendidas. 

Conceito

O termo ERP em si não é auto-explicativo e refere-se aos software de negócios que foi projetado para registrar e gerenciar seus dadoscorporativos.

Um sistema ERP automatiza e integra processos de negócios de núcleo comoreceber ordens de cliente, agendamento de operações e manter registros de inventário e dados financeiros. Sistemas ERP podem levar a grandes melhoriasna eficácia de qualquer organização por:

Auxiliálo na definição de seus processos de negócio e garantir que eles sejamrespeitados em toda a cadeia de abastecimento, protegendo seus dados críticos de negócios através de papéis bem definidos eacesso de segurança, permitindo que você planeje sua carga de trabalho com base em previsões eordens existentes, proporcionandolhe as ferramentas para fornecer um alto nível de serviço aosseus clientes, traduzindo seus dados em informações de tomada de decisão

Benefícios do ERP para o seu negócio

Integração entre todos os processos de negócios  para perceber os benefíciosde um sistema ERP que deve ser totalmente integrada em todos os aspectos doseu negócio a partir do clienteenfrentando o frontend, através de planejamento e programação, para a produção e distribuição dos produtos que faz.

Automação aumenta a produtividade  automatizando aspectos dos processosde negócios, ERP torna mais eficiente, menos propenso a erro e mais rápido. Eletambém libera as pessoas de tarefas rotineirascomo balanceamento de dados.
Aumentar o desempenho geral  através da integração de processos de negócios díspares, ERP garante coerência e evita a duplicação, descontinuidadee pessoas que trabalham na Cruz fins, em diferentes partes da organização. 
efeito cumulativo de positivo quando os processos de negócios integram bem éem geral um desempenho superior da organização.
Relatórios de qualidade e análise de desempenho  análise sobre o ERP permitirá produzir financeira e sala de reuniões relatórios de qualidade, bemcomo para realizar análises sobre o desempenho de sua organização.
Integra-se em toda a cadeia de fornecimento  um melhor da raçasistema ERP deve estender-se além da sua organização e integrar com sistemas de seufornecedor e o cliente para garantir a visibilidade completa e eficiência em suacadeia de suprimentos.