Chapas Perfuradas – Informações Importantes

Chapas Perfuradas – Informações Importantes

As chapas perfuradas abrangem diversos tipos de utilização prática que vão desde filtragem de materiais sólidos em processos industriais até inusitados projetos arquitetônicos, quando muitas vezes passa a ser utilizada para fins puramente estéticos.

Caso você esteja pensando em adotar o uso de chapas perfuradas no eu projeto (seja ele qual for), saiba que existem furos dos mais diversos tipos.

Furos retangulares, quadrados, oblongos, losangulares, hexagonais e diversos outros são apenas alguns dos modelos que existem por padrão – isso sem contar os especiais, que podem ser encomendados de acordo com o formato desejado.

furos chapas

Escolhendo uma Placa Perfurada

Como regra geral, a espessura e a dureza da placa perfurada estabelecem determinadas limitações. Características como o tamanho, o formato e o diâmetro dos furos influenciam diretamente.

Geralmente, o tamanho do furo deve ser superior a espessura da chapa perfurada.

É importante lembrar também que materiais diferentes terão limitações diferentes. Por exemplo o aço carbono não é igual ao aço inoxidável, e é preciso perguntar isso ao fabricante da chapa perfurada.

Além disso, é preciso considerar também qual será a área perfurada.

É interessante notar que quanto maior a área perfurada, maior será o rendimento da chapa, porém com menor resistência. Assim como, quanto menor área perfurada, maior a resistência e menor o rendimento.

Padrões de Chapas Perfuradas

chapa com furo

Considere também que, caso seja necessário, é possível fazer uma chapa com apenas uma parte perfurada e outra parte lisa, por exemplo.

As placas possuem diversos tamanhos padrões, e preferi-los pode ser mais barato. Isso porque todo o material será produzido diretamente na usina sem necessidade de customizações no processo, o que muitas vezes encarece o produto final.

Também podem ser feitos vários acabamentos, como chapas lixadas, curvadas, dobradas, cortadas e inclusive estampados com pinturas diferenciadas.

Além disso, dependendo da finalidade da chapa perfurada, pode ser encomendado um tratamento de superfície para revesti-la e protegê-la, como por exemplo o revestimento especial de impermeabilização, galvanização a frio ou quente, cimentação, nitratação, entre outros.

Ao encomendar uma chapa perfurada, é necessário separar algumas informações específicas.

Determine o número de peças, o tipo de material ou metal que você precisará, a espessura, o comprimento e a largura da sua placa. O tipo de perfuração, a distância entre os furos e a forma como estarão dispostas, se haverá ou não partes não perfuradas e também o tipo de acabamento ou tratamento que sua chapa precisa ter.

Caso você tenha dúvidas e não saiba por onde começar nem especificar, entre em contato com diversos fabricantes e solicite a eles um catálogo completo.

Esse material costuma ser disponibilizado pelas próprias empresas e existem informações bastante técnicas contidas neles. Solicite também a ajuda de um consultor.

Mais Informações

Como Vender Trufas Passo-a-Passo

Como Vender Trufas Passo-a-Passo

Trabalhar com vendas de trufas e bombons pode sim ser uma excelente maneira de conseguir uma renda extra no final do mês, principalmente se você gosta de trabalhar na cozinha.

Afinal, quem não gosta de chocolate?

Hoje, com a crise, vender trufas tem sido uma opção praticamente necessária para muitas pessoas. O importante é começar e continuar!

Muitas pessoas, depois de um curto período vendendo trufas, largaram o emprego e resolveram investir apenas nessa atividade, tendo uma renda maior e um horário de trabalho mais flexível. Já imaginou isso? Dá sim pra ganhar muito dinheiro apenas fazendo trufas e bombons para vender.

Isso porque, no geral, são produtos simples e que podem ser feitos sem grande dificuldade, já que existem algumas receitas básicas de trufas que são bastante fáceis de preparar.

Além disso, traz uma série de outras vantagens. São rápidas de vender, muitas pessoas pedem encomenda e compram em grande quantidade e, além disso, você pode criar um nome e montar o seu próprio negócio posteriormente.

E é um mercado que só cresce! O consumo de chocolate tem aumentado bastante no país, e as pessoas buscam cada vez mais por produtos artesanais, que não sejam tão industrializados.

Neste artigo, vamos ensinar algumas dicas de como fazer trufas para vender e passar algumas receitas e técnicas importantes.

Como Fazer Trufa para Vender

1. Aprenda a Receita Básica

Vamos mostrar aqui uma receita de trufa básica e também algumas dicas de manuseio com o chocolate para que você possa se inspirar:

Trufa Tradicional de Chocolate

  • 400g de chocolate ao leite
  • 1 lata de creme de leite sem soro
  • 20 ml de rum
  • 100g de chocolate em pó para polvilhar

Modo de Fazer, Passo a Passo:

  1. Pique o chocolate e leve ao micro-ondas, mexendo de 30 em 30 segundos, até derreter por completo
  2. Acrescente o creme de leite e o rum e misture muito bem, até ficar homogêneo
  3. Passe o filme plástico sobre a massa e leve à geladeira por 4 horas ou até que tenha consistência para enrolar
  4. Enrole as trufas em bolinhas, passe no chocolate em pó e coloque em forminhas. Está pronto!

trufa trad

 

2. Aproveite as Dicas e Técnicas ao Fazer sua Trufa para Vender

Essa receita básica receita bastante fácil e muito utilizada. É o modelo mais tradicional de trufa, e pode também ser banhada no chocolate depois para compor melhor o doce.

Existem receitas mais elaboradas que essa, como por exemplo bombons trufados, sabores diferentes de trufas e também as que entram na modalidade de doces finos.

No entanto, nesses casos, é importante frisar que deve-se ter bastante atenção ao uso do chocolate, por ser um ingrediente essencial para uma boa trufa e também por precisar de alguns cuidados especiais, dependendo da forma como é usado.

Se o chocolate for nobre – ou seja, não é fracionado e nem hidrogenado, será necessário aplicar um choque térmico nele antes de usá-lo nas preparações. Esse processo também é chamado de temperagem.

Pois é, existem diferentes tipos de chocolates. Vale a pena conhecê-los e prestar atenção na hora da compra.

O choque térmico, ou temperagem, nada mais é do que “esfriar” o chocolate após ele ter sido derretido em banho-maria ou no micro-ondas.

Esse processo é necessário pois, no processo de derretimento, os componentes do chocolate se descolam um do outro, fazendo com que a massa não fique uniforme. Se ele for utilizado mesmo assim, pode ficar quebradiço, esbranquiçado ou simplesmente derreter e perder a forma depois de pronto.

Portanto, o choque térmico é bastante importante. Existem três maneiras de fazê-lo:

  • Dar o choque térmico espalhando-o e mexendo sobre uma pedra de mármore, até que esfrie
  • Colocar a tigela no qual ele está sobre um “banho-maria invertido”, que seria uma tigela com água gelada (nunca gelo)
  • Dividi-lo em 3 partes, derretendo apenas duas. Quando estiver derretido, adicionar a terceira parte bem picadinha e mexer até que ela derreta e se incorpore.

O ponto para saber se o chocolate já está bom é quando você colocar um pouquinho do chocolate sob o lábio inferior e senti-lo frio. Se você tiver um termômetro, use a temperatura de 28ºC.

Depois de feito esse processo, o chocolate já está pronto para ser utilizado.

No começo, fazer tudo isso dá bastante trabalho, mas com o tempo e um pouco de prática, se tornam processos naturais e que passam a ser feitos de maneira rápida e eficiente.

 

3. Utilize Ideias de Recheios para Vender Trufas e Bombons

Não dá para ficar só na trufa tradicional, né? Para que seus clientes comprem sempre e façam encomendas, é importante ter opções para diversificar sempre. Boas opções de recheio são:

  • Mousse de Maracujá
  • Morango com Beijinho
  • Coco
  • Brigadeiro
  • Recheios trufados (que levam chocolate e creme de leite na composição)
  • Paçoca

Esses são alguns exemplos de recheios que você poderá utilizar nas suas trufas para vender. São muito populares e conhecidos, e por isso fazem grande sucesso.

trufas recheadas

 

4. Como Vender Trufas e Bombons

Para vender, você pode procurar lugares movimentados e que tenham um bom fluxo de pessoas circulando.

Mas fique atento: Trufas e bombons são muito delicados, e é importante que você se preocupe em ter uma embalagem térmica que seja boa o suficiente para aguentar um pouco de calor. Muita gente prefere o horário da noite para vender os doces exatamente por ser mais fresco, e assim conseguir vender por mais horas.

As trufas não devem enfrentar uma temperatura superior a 22º. Acima disso, podem derreter .

Evite vender os doces em praias ou estádios, que são lugares geralmente quentes e nos quais as pessoas não buscam chocolates.

Ao invés disso, invista em portas de escolas, igrejas, praças centrais, pontos de ônibus de grande fluxo, grandes empresas, entre outros.

Também podem ser feitas parcerias com supermercados, salões de beleza, lanchonetes e quaisquer outros lugares que topem vender suas trufas e bombons em troca de uma pequena comissão. Esse é um ótimo método, pois é um ponto fixo de venda e, se bem feito, poderá também gerar futuros clientes.

Uma boa dica é criar sua própria marca e nela colocar uma forma de contato, pode ser até por Whatsapp. Dessa forma, você abre um canal importante para que seus clientes possam alcançá-lo sempre que quiserem seus produtos e até mesmo para receber encomendas.

trufas fileira

 

5. Aproveite as Datas Comemorativas

Datas como a páscoa, dia das mães, natal, dia dos namorados, são extremamente importantes para potencializar seu negócio.

Falando apenas da páscoa, sabia que o lucro sobre os ovos de páscoa é superior a 200% e, mais importante que isso: As pessoas estão dispostas a pagar por ovos de páscoa nesse período.

Além disso, nas demais datas, você pode aproveitar para vender lindas caixas decoradas com trufas, bombons e outros produtos de chocolate.

Essa é uma excelente forma de ganhar ainda mais dinheiro com seus chocolates e atender seus clientes ainda melhor!

ovo de colher

 

6. Invista na Formalização do Seu Negócio de Vendas de Trufas e Bombons

Assim que você tiver um faturamento estável, formalizar o seu negócio pode ser um excelente próximo passo. Isso fará com que você se profissionalize e também passará mais confiança aos seus clientes.

Você pode começar com um MEI, cujos custos são bem baixos e permite um faturamento até R$ 60 mil ao ano – o CNPJ pode, inclusive, ser aberto diretamente pela internet. Não demora muito mais que alguns minutos.

Caso seu faturamento seja superior a isso, existem outras modalidades nas quais é possível se encaixar e manter o custo baixo. No entanto, a partir desse momento, recomendamos também a presença de um bom contador para que a sua operação se profissionalize sem maiores problemas.

 

E aí, gostou do artigo?

Não deixe de comentar aqui embaixo e nos dar sua opinião!

Cachorro Agitado: O que fazer?

Cachorro Agitado: O que fazer?

Você tem um peludo que parece ser incansável? Que se deixar fica o dia inteiro brincando sem precisar de uma pausa para descansar? Como você deve imaginar, você não é o único com um cachorro agitado assim! Cada dia que passa é mais comum encontrarmos cães com temperamentos digamos “agitados demais”.

É sempre importante lembrar que por mais que seja cada vez mais comum a “humanização” dos pets, não podemos esquecer que eles são animais, então não devemos esperar que eles entendam e façam tudo que nós ensinamos. Por isso, em muitos momentos, devemos ter tanta paciência para educá-los quanto teríamos para educar um filho.

Essa agitação em excesso muitas vezes pode gerar situações desconfortáveis aos tutores e às pessoas que estejam próximas. Principalmente quando acontecem em locais públicos, um ambiente diferente do que seu pequeno está acostumado, o que acaba influenciando-o a ter um comportamento mais excitado do que em casa, por exemplo. Se você já se encontrou nessa situação, veja esse post que nós fizemos no Blog da Pet Anjo explicando Como ter um cachorro comportado em locais públicos.

Ensinar seu peludo como ele deve se comportar dentro e fora de casa não é uma tarefa fácil, ainda mais no começo, quando ele ainda é um filhotinho fofo que tem energia de sobra! Mas se você tiver um pouquinho de paciência e disposição, com certeza não se arrependerá de ter gastado algumas horas ensinando-o como ser um cão comportado em casa ou em locais públicos.

Meu cachorro é muito agitado. Por que?

Os motivos para seu cão ser tão agitado assim podem variar, porém grande parte dos casos se encaixam nos 3 motivos que vamos listar aqui embaixo:

1) Predisposição
Para entender melhor, pense como eram as vidas dos cães antigamente, quando eles exerciam suas atividades de ofício. Quando os obedientes e inteligentíssimos Border Collies que hoje vivem em nossas casas eram cães que viviam no pasto, pastoreando rebanhos de ovelhas, os lindos Labradores eram cães que auxiliavam os pescadores, e os Dachshunds (salsichinhas) eram usados para entrar em tocas de lebres, coelhos e texugos para ajudar seus tutores nas caçadas.

Assim como essas raças, todas as outras também foram desenvolvidas através de seleção e cruzamento de cães com temperamentos e características físicas desejadas para ajudar seus donos em uma determinada atividade, que na maioria das vezes envolvia bastante esforço físico.

Agora se compararmos a rotina que estes mesmos cães tinham antigamente e a rotina que eles tem hoje em dia, vamos perceber que eles estão muito mais sedentários do que antigamente, o que faz com que eles queiram de alguma forma extravasar toda energia que eles têm acumulada. Por isso, as raças que tinham como função uma atividade que envolvia muito exercício físico são mais propensas a serem mais agitadas e bagunceiras. Alguns cães podem se adaptar melhor a uma rotina mais calma e outros não. Mas nem sempre essa adaptação acontece ou é tão rápida quanto nós desejamos.

Se você estiver procurando por um companheiro que fique bem e feliz vivendo em um ambiente fechado, veja esse post, onde nós selecionamos algumas das raças mais indicadas para quem mora em apartamento.

2) Tédio
Seguindo a mesma linha de raciocínio, também entenderemos o porquê os cachorros agitados costumam destruir tudo que vêem pela frente.

Nem todos os cães tinham como “profissão” uma atividade que exigia esforço da sua parte física, porém todos eles, sem exceção, passavam cerca de 80% do dia ativos. Na maior parte do tempo, procurando por comida. Hoje eles não precisam mais procurar por alimento, eles já sabem onde e quando encontrá-lo.

Sem ter um objetivo, uma atividade determinada para fazer, eles acabam ficando entediados e procuram uma outra forma de gastar toda aquela energia que têm armazenada. Quando eles estão dentro de casa e resolvem gastar toda essa energia, é aí que eles destroem tudo! Para entender melhor, veja aqui Porque seu cachorro destrói tudo.

cachorro destruidor

3) Ansiedade
Por mais que a gente ame e queira passar o dia todo ao lado deles, temos nossos compromissos e algumas vezes não podemos fazer companhia para eles. Eles, com certeza, também sentem muita falta de uma companhia. Quando um peludo não foi acostumado a lidar com essa falta de companhia quando filhote, ele acaba sofrendo de ansiedade de separação.

Boston Terrier

Boston Terrier

Boston Terrier é americano, mas mesmo assim é bastante confundido com o Buldogue Francês! Não se sabe realmente se a cidade de Boston teve um papel importante na criação da raça, embora o nome da mesma sugira. Foi inicialmente projetada para ser cão de briga ou combate, mas não deu certo felizmente. A maior aptidão dessa raça é ser cachorro de companhia e encher de carinho seus donos.

Características do Boston Terrier

Variações

Não existem variações da raça, nem de tamanhos reconhecidas pela Federação Cinológica Internacional (FCI).

Tamanho do Boston Terrier

É um cachorro considerado de pequeno porte. O tamanho máximo de um Boston Terrier é de 25 a 40 centímetros com peso de 7 a 11 kg.

Pelagem do Boston Terrier

Algumas cores são permitidas como preto ou ruivo, porém a marca branca ao redor do focinho e no peito são exigidas , tanto que foi apelidado de “american gentleman”.

Padrão da raça CBKC

No site da Confederação Brasileira de Cinofilia é possível encontrar o padrão da raça.

Temperamento do Boston Terrier

Gentil, companheiro, amigo e amoroso são alguns dos adjetivos da raça. É preciso muito esforço para irritar um Boston Terrier, mas quando ficam irritados não reagem. A raça se dá muito bem com crianças e é muito amigável com estranhos.

Nível de atividade

O Boston Terrier precisa de pequena atividade física diária, a não ser que esteja acima do peso ou com tendência a obesidade. A raça se diverte bem com brinquedos lúdicos, bolinhas, brinquedos com corda e com outros cachorros.

Atividade de guarda

O Boston Terrier tem um instinto de cão de guarda sem ser agressivo. Percebe o risco e o perigo. Pode latir para alertar uma invasão da propriedade.

Inteligência e obediência Boston Terrier

A raça foi classificada na colocação 54a. no livro “The Inteligence of Dogs” de Stanley Coren. Nas graduações de 40 a 54 encontra-se listados os cães de inteligência de trabalho e obediência intermediária, que precisam de até quarenta repetições para que aprendam um novo comando, demonstrando, após vinte repetições, um entendimento rústico da ordem dada. Em 50% dos casos, depois de treinados, respondem aos comandos sem necessidade de repetição. Todavia, a confiabilidade de execução depende do treinamento investido. Seu tempo de resposta é considerado lento.

Cuidados com o seu Boston Terrier

Uma alimentação balanceada é fundamental para manter saudável o seu cachorro, principalmente com rações super premium para médio porte. Nessas rações os cachorros comem menos quantidade e tem um maior aproveitamento além de outros benefícios nutricionais importante. Confira nosso post sobre o assunto e descubra qual a melhor ração para o seu pet. Passeios e exercício lúdico são importantes para o bem estar de saúde e mental do seu cachorro. Banhos semanais ou quinzenais com shampoo especial ou shampoo neutro e lembre-se, é preciso tomar cuidado para não entrar água dentro do ouvido, pois pode causar inflamação, lembre-se cachorros com orelha pendulares tem uma menor aeração do conduto auditivo dificultando evaporação de qualquer liquido que tenha entrado no conduto – assista esse vídeo com dicas para dar banho no cachorro! Como todo cachorro gosta de ossinhosbifinhos, biscoitos e agradinhos, mas lembre-se que os petiscos devem ser dados de maneira moderada. Geralmente eles se adaptam e aprendem rápido em fazer xixi e coco nos tapetinhos higiênicos. Eles adoram brinquedinhos, .

A saúde do Boston Terrier

As principais doenças ligadas à raça são: diabete insipidus renal, microftalmia, hemivertebra em coluna vertebral e a sarna demodecica. Recomendamos visitas anuais ao veterinário, além da ocasião das vacinações e a realização de exames complementares periódicos regularmente, após quatro anos de idade é recomendada acompanhamentos semestrais com exames complementares como exame de urina, exames para ver a função renal, exames para a função cardíaca e etc. Cuidados com os dentes e a boca são importantes, principalmente pela baixa congruência dentária, por isso recomendamos que desde pequeno realizem a escovação dentária do mesmo e quando houver necessidade um tratamento periodontal (erroneamente denominado de limpeza de tártaro), assim como o oferecimento de petiscos que ajudam na limpeza dentária.

Dúvidas frequentes sobre a raça Boston Terrier

Solta muito pelo

O Boston Terrier por ter pelo curto realiza duas vezes ao ano uma grande troca de pelos e durante esse intervalo ocorre queda de pelo de menor intensidade, geralmente não costuma incomodar o proprietário. Se você perceber uma queda de pelo acentuada e contínua, provavelmente pode estar ocorrendo alguma doença dermatológica de base como, por exemplo, seborreia, dermatite seborreica, seborreia seca ou mista, piodermite superficial ou a sarna demodecica que está predispondo a queda de pelo, nesse caso é recomendado consultar um veterinário para o diagnóstico definitivo e medidas de controle. Banhos semanais e a escovação com shampoo especial podem ajudar a controlar a queda de pelos.

Qual o clima mais adequado para o Boston Terrier

A raça pode se adaptar tanto em clima quente como clima frio. Entretanto, no clima frio talvez precise de uma roupinha, cobertores para dormir ou caminha aconchegante e quente para se esquentar.

Quantos anos vive um Boston Terrier?

A raça tem uma vida média de 7 a 13 anos.

O Boston Terrier late muito

A raça late pouco, somente para se comunicar ou alertar o proprietário.

Vive bem em apartamento

Sim, o Boston Terrier vive bem em apartamento e precisa de um passeio diário. Aprende com facilidade a fazer xixi e coco no local certo. O Boston Terrier não gosta de ficar sozinho por muito tempo, precisa ter contato com os proprietários ou com outros cachorros.

O Boston Terrier se dá bem com crianças?

Sim, a raça adora crianças.

Qual o dono ideal para o Boston Terrier

A raça se adapta a maioria dos estilos de vida do proprietário, é um cão muito flexível e fácil de se adaptar ao dia a dia.

Como é um filhote de Boston Terrier

O filhote é pequeno, alegre, divertido e brincalhão, dá vontade de apertar aquela carinha.